fbpx

Dia: 8 de abril de 2021

COVID-19 e a Consciência Libertária
Artigos

COVID-19 e a Consciência Libertária

Ao mesmo tempo em que a liberdade de pensamento e de expressão são pautas de suma importância pelas quais lutamos enquanto anarquistas, é preciso também que reflitamos sobre o conteúdo dessas falas, seus interesses e, sobretudo, seus pressupostos e consequências. É importante que tenhamos isso em mente, inclusive, até para falas reproduzidas em nosso meio. Digo isto porque tem me causado espanto algumas falas e posicionamentos expressos em textos e manifestos de anarquistas tematizando a liberdade no sentido de escolhermos ou não nos vacinarmos ou mesmo questionando o isolamento social, Lockdown e até o uso de máscaras. Óbvio que toda imposição estatal deve ser questionada e enfrentada naquilo que ela é: a decisão de poucos defendendo seus próprios interesses e afetando a vida de m...
O império da subjetividade
Artigos

O império da subjetividade

Por Atanasio Mykonios O trabalhador é a mercadoria mais necessária e, paradoxalmente, a menos prescindível à produção de mercadorias. O capital assume um estupendo mecanismo de subjetivação da condição do trabalhador, lançado à própria sorte no mercado das trocas, não tem o que oferecer a não ser sua capacidade de trabalho, dita formalmente como força de trabalho. Subjetiva é sua condição à medida que não encontra a forma material para garantir a satisfação de suas necessidades. Perde sua objetivação e a concretude de seu estar no mundo, condicionado às leis do capital, em vender sua capacidade de trabalho, apenas é o que lhe resta formalmente. A distanciamento cada vez mais acentuado da materialidade contida na reprodução real dos trabalhadores implica submergirem na subjetividade...
[França] Pierre-Joseph Proudhon: anarquia sem desordem A.N.A.
Notícias Ativistas

[França] Pierre-Joseph Proudhon: anarquia sem desordem A.N.A.

A maioria de nós tem apenas uma visão abstrata e principalmente negativa da anarquia. Entretanto, a corrente de pensamento defendida por Pierre-Joseph Proudhon esteve na vanguarda dos movimentos de protesto contra a economia liberal no século XIX, antes de desaparecer nas mentes da esquerda em favor do marxismo. É, portanto, uma alternativa ao socialismo marxista que Thibault Isabel, filósofo e historiador das civilizações, se propõe a descobrir. Ser governado é ser mantido em vista, inspecionado, espiado, dirigido, legislado, regulamentado, estacionado, doutrinado, pregado, controlado, estimado, apreciado, censurado, comandado, por seres que não têm título, nem ciência, nem virtude, escreveu Pierre-Joseph Proudhon. A partir destas palavras, entendemos que Proudhon – ao contrário dos segu...
[Costa Rica] Peter Kropotkin: Anarquismo e Ajuda Mútua A.N.A.
Notícias Ativistas

[Costa Rica] Peter Kropotkin: Anarquismo e Ajuda Mútua A.N.A.

Ele critica a tese da origem contratualista do Estado e considera um enorme erro considerar o Estado como um meio de libertação ou um meio para realizar a revolução social. Um meio de opressão (disse ele) não pode ser um meio de libertação. Ele também se refere a sociedades que funcionaram sem o Estado durante a Idade Média e em comunidades primitivas. Por Óscar Álvarez Araya, cientista político (Ph.D.) O príncipe Pyotr Alekseyevich Kropotkin, conhecido em inglês como Peter Kropotkin, nasceu em uma família rica e nobre em Moscou, em 9 de dezembro de 1842. Explorador russo, naturalista, geógrafo e filósofo anarquista. Devido a suas atividades políticas contra a autocracia czarista da família Romanov, ele foi preso na fortaleza de São Pedro e Paulo. Após sua libertação da prisão, ele começo...
O livro 1 do Charlas y Luchas é sobre Maria A. Soares
Notícias Ativistas

O livro 1 do Charlas y Luchas é sobre Maria A. Soares

(…) companheiras, apelo para vós, em nome do guturo da Humanidade, para que unidas nos lancemos na luta, procurando eliminar tudo quanto obstrua o caminho que há de conduzir-nos ao futuro ditoso, que tem sido o sonho mais doce da nossa vida. Sim, unamo-nos e não deixemos que progrida esse novo morbus que se introduziu entre nós e teremos assim evitado que amanhã sejam nossas inimigas as que hoje são nossas irmãs. Maria A Soares, A Lanterna, 08 de Outubro de 1914 Muitos temas do feminismo contemporâneo já eram assunto das mulheres anarquistas, que tinham uma atuação proeminente na Primeira República no Brasil, por exemplo. O nome de Maria Lacerda de Moura é o mais conhecido hoje em dia, porém ela não era única a falar de emancipação da mulher e educação, por exemplo. Maria A. Soares também...