Biblioteca Anarquista

Otto Rühle – ​ A Luta Contra o Fascismo Começa Pela Luta Contra o Bolchevismo
Biblioteca Anarquista

Otto Rühle – ​ A Luta Contra o Fascismo Começa Pela Luta Contra o Bolchevismo

​I É preciso colocar a Rússia na primeira linha dos novos Estados totalitários. Ela foi a primeira a adotar o novo princípio de Estado. Foi ela que levou mais longe a sua aplicação. Foi a primeira a estabelecer uma ditadura constitucional, com o sistema de terror político e administrativo que o acompanha. Adotando todas as características do Estado totalitário, tornou-se assim o modelo para todos os países constrangidos a renunciar ao sistema democrático para se voltarem para a ditadura. A Rússia serviu de exemplo ao fascismo. Não se trata absolutamente de um acidente nem de uma brincadeira de mau gosto da história. A semelhança de sistemas, longe de ser apenas aparente, é aqui real. Tudo mostra que enfrentamos expressões e consequências de princípios idênticos aplicados a níveis difer...
Aos Libertários – Guy Debord e Alice Becker-Ho
Biblioteca Anarquista

Aos Libertários – Guy Debord e Alice Becker-Ho

  Título: Aos Libertários Autores: Alice Becker-Ho, Guy Debord Data: 1980 Fonte: Aos Libertários - Academia.edu   Originalmente escrito em francês, mas “com espírito e estilo deliberadamente espanhóis”, o comunicado "Aos Libertários" foi assinado por Guy Debord e sua companheira Alice e publicado na Espanha em setembro de 1980. Entre 1979 e 1984, Debord deixou Paris para viver entre a Itália e a Espanha, experiência que rendeu importantes análises políticas sobre as novas técnicas de governo em gestação na Itália, naquela altura o “laboratório mais moderno da contrarrevolução internacional”, além de ter colaborado com o início de uma movimentação internacional contra o encarceramento de dezenas de libertários espanhóis vítimas tanto do regime pós-franquista, quanto do silêncio mantido pel...
Verve 39 – Revista Semestral Nu-Sol (PUC-SP)
Biblioteca Anarquista, Notícias Ativistas

Verve 39 – Revista Semestral Nu-Sol (PUC-SP)

Verve é uma publicação semestral da Nu-Sol (Núcleo de Sociabilidade Libertária), do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC-SP.  Em seu número 39: avança com mulheres e homens corajosos comemoramos os 150 anos da comuna de paris. no ritmo intenso dos poemas de Louise Michel, traduzidos por Edgar de Assis Carvalho; nos ensaios de Claire Auzias, Diego Lucato Bello, Voltairine de Cleyre; as memórias da singular revolta irrompida em 1871 seguem reverberando no agora. acompanhando os efeitos communards, entre eles a expansão dos anarquismos, a revista apresenta o artigo de florentino de carvalho sobre os efeitos do sindicalismo nos combates ácratas das primeiras décadas do século XX. Diante da criação e proliferação atual da ideia de fim do mundo, traz Edson Passetti e ...
Compreender a resistência: uma introdução ao anarquismo
Artigos, Biblioteca Anarquista

Compreender a resistência: uma introdução ao anarquismo

Declarado de forma sucinta, anarquia é oposição à autoridade. Ao longo da história e em todo o mundo, anarquistas de todos os matizes têm escrito, protestado e trabalhado ativamente contra a autoridade em várias formas: política, econômica e social. Durante esse tempo, vários indivíduos coletaram e arquivaram a riqueza do material anarquista na forma de cartazes, livros, folhetos e discursos. Dada a diversidade de pensamento dentro do anarquismo, os arquivos individuais variam em escopo e amplitude. No entanto, cada um desses arquivos compartilha uma crença comum na importância de preservar o registro histórico das ideias e práticas anarquistas para futuros adeptos e pesquisadores. Como um movimento baseado na filosofia anti-autoritária, muitos desses arquivos não podem ser encontrado...
David Graeber – Mudando os Modos de Produção
Biblioteca Anarquista

David Graeber – Mudando os Modos de Produção

Título: Mudando os Modos de Produção Subtítulo: Porque o Capitalismo é uma Transformação da Escravidão Autor: David Graeber Assuntos: Capitalismo, Ciências Econômicas, Escravidão, Feudalismo, Sistema-Mundo, Trabalho Assalariado Data: 2006 Fonte: ciudadinsurgente.files.wordpress.com Notas: Titulo Original: Dandole la vuelta a los modos de producción. Tradução e Revisão por André Tunes @Nucleo de Estudos Autonomo Anarco Comunista.Ela não possui direitos autorais pode e deve ser reproduzida no todo ou em parte, além de ser liberada a sua distribuição, preservando seu conteúdo e o nome do autor.   Resumo: Nesse ponto, a teoria Marxista abandonou amplamente a noção (muito falha) de “modo de produção”, mas fazer isso sozinho incentivou uma tendência a abandonar a maior parte do que era ra...
Ron Tabor – A Teoria Marxista do Estado
Biblioteca Anarquista

Ron Tabor – A Teoria Marxista do Estado

Título: A Teoria Marxista do Estado Autor: Ron Tabor Assuntos: Estado, Marx, Marxismo, Marxismo Libertário Data: 1995 Fonte: web.archive.org Notas: Titulo Original: The Marxist Theory of the State – Tradução e Revisão por André Tunes @Nucleo de Estudos Autonomo Anarco Comunista.Ela não possui direitos autorais pode e deve ser reproduzida no todo ou em parte, além de ser liberada a sua distribuição, preservando seu conteúdo e o nome do autor.   Introdução Embora Marx e Engels nunca tenham proposto uma apresentação unificada da teoria do Estado, sua concepção do Estado é um aspecto fundamental de sua perspectiva e do que desde então passou a ser chamado de Marxismo. Na verdade, as teorias do Estado constituem facetas críticas de todos os credos totalitários, não apenas do Marxista. Afi...
Anarquismo e Movimentos Sociais no Brasil (1903-2013)
Biblioteca Anarquista

Anarquismo e Movimentos Sociais no Brasil (1903-2013)

por Felipe Corrêa, Rafael Viana da Silva, Kauan Willian   Desde que o anarquismo é anarquismo, não tem pregado outra coisa senão a ação direta das massas contra os burgueses, pela associação, pela colaboração dos sindicatos, pelas greves, pela sabotagem, por todos os processos imagináveis. José Oiticica, 1923 Gratifica-nos muito esta oportunidade de dar continuidade ao esforço que temos empreendido no sentido de retomar a história do anarquismo no Brasil, especialmente quando isso se faz desde um enfoque nos movimentos sociais. Ocorre no Brasil algo similar ao que se passa em outros países: apesar da relevância histórica do anarquismo e de seu papel fundamental nas lutas sociais e populares dos trabalhadores, ele continua – mesmo que haja valorosos esforços em sentido contrário...
Murray Bookchin – Agricultura radical
Biblioteca Anarquista

Murray Bookchin – Agricultura radical

A agricultura é uma forma de cultura. O cultivo de alimentos é um fenômeno social e cultural exclusivo da humanidade. Entre os animais, qualquer coisa que possa ser remotamente descrita como cultivo de alimentos parece efêmera, e mesmo entre os humanos, a agricultura se desenvolveu há pouco mais de dez mil anos. No entanto, em uma época em que o cultivo de alimentos é reduzido a uma mera técnica industrial, torna-se especialmente importante insistir nas implicações culturais da agricultura “moderna” - para indicar seu impacto não apenas na saúde pública, mas também na relação da humanidade com a natureza e nas relações humanas. O contraste entre as práticas agrícolas antigas e modernas é dramático. Na verdade, seria muito difícil compreender uma através da outra, reconhecer que estão un...
Murray Bookchin – Por uma Tecnologia Libertária
Biblioteca Anarquista

Murray Bookchin – Por uma Tecnologia Libertária

Nunca desde os dias da Revolução Industrial as atitudes populares sobre a tecnologia flutuaram tão nitidamente como nas últimas décadas. Durante a maior parte dos anos 20, e mesmo nos anos 30, a opinião pública geralmente recebeu com boas vindas a inovação tecnológica e identificou o bem estar do homem com os avanços industriais do período. Este foi um período onde os apologistas Soviéticos podiam justificar os métodos brutais e crimes terríveis de Stálin meramente o descrevendo como o "industrializador" da Rússia moderna. Este foi também o período onde a crítica mais efetiva da sociedade capitalista se sustentava nos fatos brutais da estagnação econômica e tecnológica nos Estados Unidos e na Europa Ocidental. Para muitas pessoas parecia haver um relação direta, unívoca entre avanços tec...
David Graeber – Comunismo
Biblioteca Anarquista

David Graeber – Comunismo

Introdução O comunismo pode ser dividido em duas variedades principais, que chamarei de comunismo “mítico” e “cotidiano”. Eles podem ser facilmente referidos como versões “ideais” e “empíricas” ou mesmo “transcendentes” e “imanentes” do comunismo. O Comunismo mítico (com C maiúsculo) é uma teoria da história, de uma sociedade sem classes que já existiu e irá, espera-se, um dia retornar novamente. É notoriamente messiânico em sua forma. Também se baseia em uma certa noção de totalidade: uma vez houve tribos, um dia haverá nações, organizadas inteiramente em princípios comunistas: isto é, onde a “sociedade” – a própria totalidade – regula a produção social e, portanto, não existirão desigualdades de propriedade. O comunismo cotidiano (com um c minúsculo) só pode ser entendido em contras...