[Chile] Documentário: “Lo Prado em chamas”

Desde Lo Prado. Compilamos neste material diferentes ações que aconteceram em nossa comunidade – como em outras – desde o início da revolta de 18 de outubro de 2019 até 18 de março de 2020. Também incluímos um anexo sobre a continuidade dos eventos de violência política desde o anúncio do Estado de Catástrofe até a comemoração anual da revolta em meio à pandemia pelo Covid-19.

As ações registradas por anônimos e outras tomadas de diferentes locais aconteceram sem líderes, nem dirigentes, nem partidos políticos. Estas vão desde barricadas incendiárias, propaganda, vigílias, atividades autogestionárias, participação de amplas instâncias, tais como ciclo-marchas, manifestações territoriais que culminaram em fortes distúrbios, enfrentamentos com a polícia, militares e até saques de várias lojas.

A revolta que começou em outubro, juntamente com todos os momentos de raiva e ilusões, deve continuar a ser validada e defendida por todos aqueles que continuam a se manifestar no aqui e agora contra o poder e seus defensores. É por isso que criamos isto – para contribuir com a luta – para a memória e ação histórica de nossa comunidade/bairro/vila/cidade, em suma, esta é uma humilde contribuição que agora apresentamos.

Vizinhos organizados da comunidade de Lo Prado.

Outubro de 2020.

PS: Dedicamos este material audiovisual artesanal a cada prisioneiro por lutar e fugitivo, a cada ferido, mutilado e morto sob o contexto de violência política desencadeada durante a revolta e em tempos de pandemia. E finalmente, com muito carinho para aqueles que continuam nas ruas, especialmente para os vizinhos organizados da zona noroeste de Santiago do Chile.

>> Clique aqui para ver o vídeo/documentário (27:47):

agência de notícias anarquistas-ana

Fonte: [https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/05/29/chile-documentario-lo-prado-em-chamas/]

 


 

image_pdfPDF Exportarimage_printImprimir

Deixe um comentário...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: