Memória | “Essa é para quem ainda sustenta a falsa narrativa que o anarquismo no Brasil teria acabado em 1922”

Por Marcolino Jeremias | 27/05/2021

Em destaque, foto de Edgard Leuenroth (1881-1968) falando num comício realizado na Praça da Sé, em São Paulo (SP), no dia 1º de Maio de 1957, em memória ao dia dos trabalhadores. O comício foi organizado pelo Pacto de Unidade Intersindical e compareceram cerca de 2 mil pessoas, mesmo com parte da imprensa oficial noticiando que a manifestação havia sido cancelada.

Depois de muito tempo, essa era a primeira concentração em praça pública levada a efeito pelas organizações sindicais, sem qualquer apoio oficial, ou de empregadores, contando apenas com seus próprios e poucos recursos. No período, tais manifestações públicas só vinham sendo permitidas em recinto fechado.

Vale ressaltar que nessa época, além do Centro de Cultura Social (CCS), Edgard Leuenroth também participava e fazia parte da diretoria da Associação Paulista de Imprensa (API-SP).

— Essa é para quem ainda sustenta a falsa narrativa que o anarquismo no Brasil teria acabado em 1922, após a fundação do Partido Comunista Brasileiro (PCB) ou em 1939, após o final da guerra civil espanhola e início da segunda guerra mundial.

agência de notícias anarquistas-ana

Fonte: [https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/05/29/memoria-essa-e-para-quem-ainda-sustenta-a-falsa-narrativa-que-o-anarquismo-no-brasil-teria-acabado-em-1922/]

image_pdfPDF Exportarimage_printImprimir

Deixe um comentário...

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: