Tag: Anarquista

Compreender a resistência: uma introdução ao anarquismo
Artigos, Biblioteca Anarquista

Compreender a resistência: uma introdução ao anarquismo

Declarado de forma sucinta, anarquia é oposição à autoridade. Ao longo da história e em todo o mundo, anarquistas de todos os matizes têm escrito, protestado e trabalhado ativamente contra a autoridade em várias formas: política, econômica e social. Durante esse tempo, vários indivíduos coletaram e arquivaram a riqueza do material anarquista na forma de cartazes, livros, folhetos e discursos. Dada a diversidade de pensamento dentro do anarquismo, os arquivos individuais variam em escopo e amplitude. No entanto, cada um desses arquivos compartilha uma crença comum na importância de preservar o registro histórico das ideias e práticas anarquistas para futuros adeptos e pesquisadores. Como um movimento baseado na filosofia anti-autoritária, muitos desses arquivos não podem ser encontrado...
Angelo Bandoni
Anarquista.Net, Notícias Ativistas

Angelo Bandoni

Angelo Bandoni foi um anarquista de origem (1868-1947) franco-italiana, que viveu no Brasil no período compreendido entre 1900 e 1947. Responsável por editar alguns periódicos que atingiram notoriedade entre o operariado, sobretudo nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, Bandoni também organizou uma das primeiras experiências de escola no país atravessada por concepções libertárias e destinada aos filhos dos trabalhadores. Por este feito, passou a ser reconhecido, segundo alguns memorialistas que vivenciaram o seu mesmo espaço social e temporal, como “o professor”. Período no Estrangeiro Angelo Bandoni nasceu em 2 de julho de 1868 em Bastia, uma cidade localizada ao norte da ilha da Córsega na região do mar Mediterrâneo. A ilha da Córsega, até o ano de 1768-9, sofreu grande influência...
A imaginação subversiva ao redor do mundo – Imagens, poesias e Contos de protesto na Imprensa Anarquista e Anticlerial (Espanha, Argentina e Brasil, 1897-1936)
Anarquista.Net, Notícias Ativistas

A imaginação subversiva ao redor do mundo – Imagens, poesias e Contos de protesto na Imprensa Anarquista e Anticlerial (Espanha, Argentina e Brasil, 1897-1936)

A presente tese se propõe a desvendar parte do imaginário subversivo divulgado pelas páginas de determinadas publicações da imprensa anarquista e anticlerical espanhola, argentina e brasileira, entre os anos de 1897 a 1936, totalizando catorze publicações distintas. Assim, este estudo também comunga com os pressupostos da chamada história transnacional e demonstra, no seu desenrolar, que as publicações dessa imprensa alternativa, apesar das distâncias geográficas significativas e das dificuldades de manutenção que apresentavam, estavam em constante contato umas com as outras, estabelecendo laços de solidariedade, possibilitando a ampla circulação de artefatos culturais e, consequentemente, a constituição de um imaginário combativo e próprio. Imaginário esse que é forjado e aqui revelad...
[Portugal] Concentrações em Lisboa e Porto contra prisão de Pablo Hasél A.N.A.
ANA, Notícias Ativistas

[Portugal] Concentrações em Lisboa e Porto contra prisão de Pablo Hasél A.N.A.

Mais de 100 pessoas concentraram-se à frente do Consulado de Espanha, em Lisboa, para apoiar o rapper catalão Pablo Hasél. No Porto, meia centena de pessoas protestaram na Praça D. João I. Mais de 100 pessoas concentraram-se durante a tarde desta sexta-feira em frente ao Consulado de Espanha, em Lisboa, em solidariedade com o rapper catalão Pablo Hasél, numa ação concluída com a entrega de uma petição nas instalações consulares pela sua libertação. Três carros da polícia, cerca de duas dezenas de agentes e uma barreira de proteção mantinham os ativistas, na maioria homens e mulheres jovens, concentrados perto do monumento aos Mortos da Grande Guerra. Os manifestantes tinham todos máscara de proteção e cumpriram o necessário distanciamento, devido à pandemia de Covid-19. Entre os manifesta...
[Chile] Lançamento: “El forajido”, de Jorge Enkis A.N.A.
ANA, Notícias Ativistas

[Chile] Lançamento: “El forajido”, de Jorge Enkis A.N.A.

Perseguido por seu caráter livre, por sua natureza antiautoritária, um jovem fora-da-lei viaja pelo mundo em sua bicicleta, após recusar-se a viver como mais uma ovelha no rebanho, em uma cidade onde reina a apatia e a violência de seus governantes. Nosso jovem fora-da-lei leva consigo seus livros antigos que sempre o acompanham, desde a clandestinidade é perseguido por agentes do estado, porque acreditam que ele tem informações sobre o lugar secreto onde o clube de gilderberg se reunirá. Assim começa esta jornada para nosso jovem fora-da-lei, onde ele terá que encontrar em seu caminho a tão esperada liberdade e libertação do mundo nas mãos do poder. >> Download, Impressão e Divulgação: editorialautodidacta.org agência de notícias anarquistas-ana tarde cinzatoda azaléiaarde em rosa ...
[Espanha] À Punt estréia seu novo filme por ocasião do 8M A.N.A.
ANA, Notícias Ativistas

[Espanha] À Punt estréia seu novo filme por ocasião do 8M A.N.A.

O filme conta com Emilio Gutiérrez Caba e Màrcia Cisteró no elenco e foi rodado em Valência, Sueca e Sant Isidre de Benaixever. O Institut Valencià de Cultura apresenta o filme televisivo ‘Frederica Montseny, la dona que parla’. O filme estreará simultaneamente em 8 de março, Dia da Mulher, nos canais públicos de televisão da Comunidade Valenciana, da Catalunha e das Ilhas Baleares. O filme foi produzido pela Distinto Films, em co-produção com Televisió de Catalunya e com o apoio do Departamento de Cultura, em co-produção com Voramar Films, com a participação de À Punt Mèdia, a colaboração do Institut Valencià de Cultura, a participação da IB3 Televisión de las Islas Baleares, o apoio do Creative Europe Media Programme da União Européia, a colaboração do Ministério da Igualdade – Institut...
[Espanha] 150º aniversário da Comuna de Paris A.N.A.
ANA, Notícias Ativistas

[Espanha] 150º aniversário da Comuna de Paris A.N.A.

O mundo dos Comuneiros é muito mais próximo ao nosso do que o mundo de nossos pais, especialmente para a maioria de nossos jovens que passam grande parte de seu tempo, não trabalhando, mas procurando trabalho. Por Andreu Mayayo | 02/02/2021 Esta primavera marca um século e meio de um dos episódios fundadores da memória revolucionária. Tudo começou em 18 de março de 1871 com a revolta popular contra os novos governantes da Terceira República – que havia surgido meses antes após a derrota de Napoleão III pelos prussianos – que se refugiaram em Versalhes, e terminou com a semana sangrenta no final de maio, um massacre chocante e uma repressão brutal seguida de uma lei marcial que duraria cinco anos. O Muro dos Comuneiros no cemitério de Père-Lachaise comemora o tiroteio, em grupos de 10, de ...
[Espanha] Liberdade imediata para Erick Montoya, membro da comunidade Mapuche detido e torturado pelo Estado chileno A.N.A.
ANA, Notícias Ativistas

[Espanha] Liberdade imediata para Erick Montoya, membro da comunidade Mapuche detido e torturado pelo Estado chileno A.N.A.

Da Confederação Geral do Trabalho, nos juntamos à denúncia internacional contra a detenção do membro da comunidade Mapuche Erick Montoya. Em 19 de fevereiro passado, o peñil Erick Montoya foi preso após resistir 10 anos escondido acusado da recuperação do território ancestral mapuche em Lavkenmapu. Carabineros vestidos de civis o prenderam na Oitava Região, nas proximidades de Contulmo, sem um mandado de prisão conhecido pelo sequestrado, pelas forças de repressão do Estado chileno. Como denunciado pela mídia livre em 19 de fevereiro, “até hoje, ele está sendo submetido a detenção clandestina e coerção ilegítima, espancamento e tortura sem anunciar oficialmente a notícia e sem cumprir os protocolos de detenção”. A acusação insiste em acusá-lo do assassinato do policial Hugo Albornoz, ...
Vídeo | O Que é Classe? A.N.A.
ANA, Notícias Ativistas

Vídeo | O Que é Classe? A.N.A.

A luta de classes, a luta de dentro e contra o capitalismo, é uma força motriz intrínseca da teoria e da prática anarquista. No entanto, muitos mitos e concepções errôneas continuam a confundir a compreensão popular da relação social que está na raiz deste conflito…, ou seja, a própria classe. Então… o que é exatamente, e o que anarquistas têm contra isso? >> Assista o vídeo (07:41) aqui: https://kolektiva.media/videos/watch/99dcf746-b6de-4458-a57c-854924f69320 agência de notícias anarquistas-ana Com dignidadenas minhas velhas roupas –o espantalho Stefan Theodoru
[Espanha] Mais de mil mulheres catalãs foram voluntárias na frente em 1936 A.N.A.
ANA, Notícias Ativistas

[Espanha] Mais de mil mulheres catalãs foram voluntárias na frente em 1936 A.N.A.

• Um livro de Gonzalo Berger e Tània Balló documenta 1.195 combatentes • A Generalitat cria um registro com os 1.685 mortos em campos de concentração na França  Por Josep Playà Maset | 14/02/2021 Toda guerra necessita de seus mártires e toda revolução, seus ícones. Na guerra civil espanhola quase todas as histórias têm nome masculino. E no entanto as mulheres estavam ali, na retaguarda e na frente, e como eles sofreram repressão e exílio, mas suas vidas são anônimas. A história também foi contada até bem pouco pelos homens e com uma visão androcêntrica. “Les combatents” (Ed. Rosa dels Vents), o livro que acabam de publicar Gonzalo Berger e Tània Balló, é uma tentativa de dar voz a muitas das milicianas antifascistas. Para entender este esquecimento há que recordar que não foi até as eleiç...